Buscar

ESFERAS ESPELHADAS

“Entre os nossos olhos, o que a gente não consegue ver.”


Nas aulas de geometria estudamos as figuras geométricas espaciais e nessa atividade especificamente, destacamos a esfera. Esta forma é bastante comum no dia a dia, podemos vê-la na bola de futebol, tênis, bolinha de gude, ping pong, em alguns frutos e entre outros exemplos.


Foi então que uma ideia surgiu, uma experimentação sensorial com esferas de gel e espelho. As esferas espelhadas!

Aos olhos, observar o reflexo do céu, da árvore e como se multiplicam. Ao toque das mãos, o sentir e as sensações.


"Elas são geladinhas e quando refletem no espelho ficam transparentes”.

“Eu fui juntando as esferas e ficou um monte, as cores ficaram lindas e são bem gostosas de abraçar”.

“No espelho eu consigo ver por baixo e ficam duas”.

"Nossa, tem muitas esferas, nem consigo contar!”

"Quando eu peguei nas esferas parecia uma massagem e eram geladinhas, lisas e molhadinhas”.

"Eu olhando aqui no espelho no meio das esferas parece que eu estou em um quadro”.

“São bem escorregadias, e rolam pelo espelho”.

“O sol, quando aparece no espelho, deixa as esferas brilhantes”.

"Eu gostei de sentir as esferas, é muito satisfatório”.

“Refletiu a árvore no espelho e as esferas parecem frutas”.

“E o sol também refletiu e as nuvens”.

“Mas apertar as esferas é muito bom, relaxa!”

"O olho que a gente não consegue ver, pois eu não consigo ver os meus olhos e no espelho vejo tudo!”

“E também os nossos olhos são esferas! As esferas que tudo vê!


Professoras Sandra e Karina

1º ano D