Buscar

EXPLORAÇÃO COM FARINHA

Nas manhãs da turma do Amanhecer os momentos são marcados pelos caminhos da experimentação. A sensibilidade dos sentidos das crianças se mistura com a curiosidade que existe dentro de cada uma delas. O contato com materiais e propostas que estimulam movimentos e ações amplia e dá sentido as descobertas dos pequenos.


Ao tocar a farinha de trigo as crianças abrem um caminho de possibilidades, testes e ações que ganham significado no fazer da brincadeira. As mãos espalham e juntam a farinha, se abrem e se fecham sentindo sua textura, marcas vão surgindo e um convite para outra percepção se abre aos pequenos. Os dedos começam a passear sobre o chão da sala abrindo caminho no espaço.


“Eu “tô” fazendo uma serpente!” “Olha que grande que ela é!” “Prô, eu fiz o meu nome… olha!”

Essa experiência vivida de maneira continua se torna uma importante ferramenta para ampliação e elaboração do repertório de palavras, uma vez que através dela a fala surge como elemento de comunicação.

As sensações são o link que as crianças estabelecem com os outros e com tudo que as cerca, o corpo em ação acorda os sentidos que por sua vez repercutem o espírito explorador e constroem seu conhecimento através da exploração e pesquisa corpórea.

Professora Joice




8 visualizações0 comentário